análise dos riscos

4 passos fundamentais para realizar a análise dos riscos

A análise de risco contribui para diversos programas no combate a acidentes de trabalho e doenças ocupacionais. Neste artigo você irá conferir quatro passos essenciais para realizar a análise dos riscos do trabalho!

O que é uma análise de risco?

A análise dos riscos é uma técnica ou ação que visa analisar e identificar riscos presentes nos ambientes de trabalho. A ideia básica da análise de risco é:

  • desmembrar o trabalho, em várias atividades que são desenvolvidas nele;
  • identificar riscos associados a cada atividade.

Segundo a OSHA, agencia do departamento do trabalho dos USA:”A análise de risco é focada no relacionamento entre o trabalhador, a atividade, as ferramentas e o ambiente laboral.”

Antes de realizar a análise dos riscos…

Primeiramente, antes de começar a análise dos riscos:

  • Envolva os colaboradores e a diretoria;

A segurança do trabalho tem melhor eficiência se você envolver todos os colaboradores. Lembre-se que as atividades são realizadas por eles diariamente, por isso provavelmente eles saberão melhor sobre as etapas de cada atividade para ajudar na identificação dos riscos.

  • Faça revisão do histórico de acidentes, doenças, perigos e falhas e reparos de máquinas e equipamentos;

Revise toda documentação que apresenta estas informações, para posteriormente procurar o feedback dos colaboradores sobre estes acontecimentos, inclusive os que podem não estar registrados. Deixe claro que o objetivo não é punir as pessoas e sim colaborar para um ambiente mais saudável e seguro.

  • Pergunte aos colaboradores quais riscos existem ou que identificaram no seu ambiente de trabalho;

Registre todos os riscos reportados neste ambiente pelos colaboradores, esta informação você usará posteriormente para análise de riscos. Caso o risco for extremamente perigoso, pare tudo e corrija imediatamente antes de realizar a análise.

  • Crie uma lista que priorize os tipos de trabalho para os quais você irá elaborar a análise dos riscos.

O profissional responsável pela análise de risco irá realizar a mesma para cada tipo de trabalho, porém é importante ter em mente a priorização de cada trabalho, levando em conta a gravidade dos riscos apresentados.

Como realizar a análise dos risco em 4 passos:

Segundo Jeffrey Dalto, profissional especialista em educação e treinamento a mais de 20 anos e na área de segurança do trabalho a 10 anos:

Passo 1: Comece a realizar a análise dos riscos para um trabalho específico, desmembrando o trabalho em atividades.

Existem algumas formas de como este primeiro passo pode ser realizado: observando o trabalhador performando o trabalho, perguntando sobre cada passo enquanto ele realiza, pedir que outros trabalhadores que já realizaram esta atividade  revisar os passos e verificar se todos passos foram demonstrados.

Com isso, pode-se documentar a descrição das tarefas, os riscos identificados e as possíveis medidas de controle de riscos.

Passo 2: Identifique e liste os riscos relacionados com cada atividade.

Tente sempre se fazer as seguintes perguntas:

  • O que pode dar errado?
  • O que poderia fazer aquela coisa/essas coisas darem errado?
  • Que outros fatores poderiam contribuir para aquela coisa/essas coisas dar errado?
  • O que aconteceria se aquela coisa/essas coisas acontecessem de forma errada?
  • Quão provável é que aquela coisa/essas coisas vão dar errado?

Passo 3: Faça a descrição do risco, também chamado como cenário de risco

Realize a descrição do risco de forma consistente e organizada, desta forma posteriormente será mais fácil de definir as medidas de controle. Uma efetiva descrição do risco deve incluir:

  • Ambiente: onde existe esse risco?;
  • Exposição: quem ou o que está exposto a esse risco?;
  • Gatilho: que evento pode causar este risco de causar um acidente ou doença?;
  • Fatores contribuintes: existem outros fatores que podem contribuir para que o risco leva a um acidente ou doença?;
  • Resultado/consequência: qual seria o resultado se o risco ocorresse?;

Passo 4: Crie um plano para controlar cada risco associado com cada tarefa;

Depois de todos esses passos bem definidos, é hora de criar o plano de controle de riscos de cada tarefa descrita, para que dessa forma nenhum risco identificado leve a um acidente ou doença do trabalho. Para o plano do controle dos riscos, considere nesta ordem:

  • Eliminação e/ou substituição: A melhor indicação para lidar com o risco é elimina-lo ou realizar alguma substituição.
  • Controle de engenharia: Este tipo de engenharia trabalha para redesenhar o ambiente de trabalho para que o risco seja eliminado ou reduzido.
  • Controle administrativo: Esse tem como objetivo modificar o jeito o qual as pessoas trabalham em torno dos riscos para reduzir os mesmos.
  • Equipamento de Proteção Individual: os EPI’s são grandes ajudantes para controlar os riscos, porém apenas a entrega desses equipamentos não ajudam no combate aos acidentes, deve-se verificar o ajuste para cada trabalhador e sempre analisar se eles estão sendo usados corretamente.

Nossa instituição trabalha com cursos e treinamentos de segurança do trabalho de forma online e In Company, também ao que se refere ao curso da NR-06, sobre o uso correto dos EPI’s, que você pode conferir neste link: https://goo.gl/7rDNOz

Gostou do post? Deixe seu comentário!

análise dos riscos

Posts Relacionados

Compartilhe :facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *