Empilhadeiras e seus riscos no local de trabalho

As empilhadeiras são consideradas veículos industriais e são utilizadas para o transporte ou movimentação de cargas.

São comuns em depósitos e supermercados atacadistas, facilitando o trabalho logístico.

Empilhadeiras e seus riscos

Este veículo deve ser conduzido por profissional devidamente qualificado com formação específica de operador de empilhadeira.

Como todo veículo, a empilhadeira pode trazer riscos tanto para o profissional quanto aos pedestres.

Mas quais são riscos que uma empilhadeira poderá apresentar?

Vamos listar alguns destes riscos, por isso deve-se ter atenção redobrada ao operar um veículo deste porte:

  • Tombamentos;
  • Colisões;
  • Atropelamentos;
  • Quedas;
  • Falta de manutenção.

Tombamentos: ocorrem devido ao excesso de carga, manobras arriscadas, obstáculos no caminho ou pela falta de experiência em operar uma empilhadeira.

A empilhadeira pode tombar e cair sobre o profissional ou nos pedestres que ali estão. Em alguns casos, o tombamento poderá ser fatal.

Confira esta notícia do G1: Operário morre após ser atingido por empilhadeira em Salvador

Colisões: como todos os veículos, as empilhadeiras também possuem pontos cegos e isso contribui para que haja as colisões e até mesmo atropelamentos.

Atropelamentos: ocorrem por falta de sinalização, distração, pontos cegos, perda do controle da empilhadeira, etc.

Quedas: são causadas principalmente pela falta do uso do cinto de segurança. Sim, ele é obrigatório e está previsto na NR-12 Anexo XI item 9 e 10:

“9. As máquinas autopropelidas devem possuir Estrutura de Proteção na Capotagem – EPC e cinto de segurança, exceto as constantes do Quadro II deste anexo, que devem ser utilizadas em conformidade com as especificações e recomendações indicadas nos manuais do fabricante.

10. As máquinas autopropelidas que durante sua operação ofereçam riscos de queda de objetos sobre o posto de trabalho devem possuir de Estrutura de Proteção contra Queda de Objetos – EPCO.”

Falta de manutenção: as manutenções e inspeções de segurança devem acontecer periodicamente, operar um equipamento falho aumentam as chances de acidentes.

Vejamos o que a NR-11 determina:

“1.2.2 O fabricante do equipamento deve fornecer manual de instrução, atendendo aos requisitos estabelecidos na NR-12, objetivando a correta operação e manutenção, além de subsidiar a capacitação do operador.

1.3 A empresa deve manter registro, em meio físico ou eletrônico, de inspeção periódica e de manutenção dos equipamentos e elementos de sustentação utilizados na movimentação, armazenagem e manuseio de chapas de rochas ornamentais.

1.3.2 As inspeções rotineiras e manutenções devem ser realizadas por profissional capacitado ou qualificado.”

Capacitação

A capacitação da NR-11 é obrigatória para este tipo de trabalho e cabe ao empregador oferecer este tipo de treinamento.

Existem outros cuidados que devem ser tomados com relação a operação de empilhadeiras, como a supervisão constante do trabalhador, para identificar os riscos e alertá-los sobre os perigos de acidentes.

Saiba mais em: Ações de segurança para operação de empilhadeiras

Lembre-se: o operador é responsável pela carga na operação.

Pensando nisso, a INBEP desenvolveu o curso online da NR-11 Operador de Empilhadeira!

Com ele o profissional é certificado conforme os parâmetros exigidos pelo Ministério do Trabalho e Emprego.

Garanta a sua segurança e da sua empresa, cadastre-se no curso!

Posts Relacionados

Compartilhe :facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *