celular em posto

Usar o celular em posto de gasolina pode causar uma explosão, mito ou verdade?

Hoje vamos falar sobre usar o celular em posto de gasolina, será mito ou verdade que ele pode causar uma explosão?

Por muito tempo vimos placas que sinalizavam a proibição de celular em postos de gasolinas, com o propósito de informar o perigo de utilizar o celular, pois ele sempre foi conhecido como uma das várias fontes de ignição existentes.

Mas o que são fontes de ignição?

As fontes de ignição geram temperaturas suficientes para iniciar o processo de combustão na maioria das substâncias inflamáveis conhecidas.

A proibição de utilizar o celular em posto de gasolina, se dá principalmente pelo fato da alta circulação de gases inflamáveis próximas as bombas de combustíveis. Podemos identificar esses gases pelo cheirinho de combustível, comuns nos postos de gasolina.

CURSO-NR20-INFLAMÁVEIS

Mas será mesmo que celulares são capazes de causar uma explosão? Algumas pesquisas estão na internet, confira:

Segundo o artigo da Techmundo: “Um estudo realizado entre 1994 e 2005, em diversas partes do mundo, analisou incêndios em 243 postos de gasolina. Nenhum deles foi provocado pelo uso de celular. Porém, o medo de que a radiação eletromagnética sirva como um gatilho e induza algum tipo de corrente existe, ao menos na teoria. Para que aconteça um incêndio, é preciso que a força de uma bateria seja capaz de criar uma chama ou uma faísca, algo que os componentes de baixa voltagem de um smartphone dificilmente vão conseguir fazer.”

Celular em posto

Já o artigo da Superinteressante relata: “Trata-se de uma lenda urbana clássica, derrubada até pelos caçadores de mitos Jamie Hyneman e Adam Savage, da série Mythbusters. Jamais foi registrado em todo o mundo um só acidente desse tipo.”

Em contra partida, o artigo da Companytech comenta sobre a lenda derrubada pelos caçadores de mitos, dizendo: “Claro que nem todas as variáveis possíveis foram analisadas por eles. Um posto de gasolina têm muitos vapores de combustível, que ficam todos acumulados perto do teto. O caminhão-tanque é alto, e o frentista estava com seu celular perto do teto do posto, situação que não foi coberta exatamente dessa maneira pelo programa de TV.”

Este acidente ocorreu no dia 19 de novembro 2007, em São Paulo, envolvendo um celular e um caminhão-tanque. Por volta das 2h30 da manhã, o frentista sobe no caminhão e usa seu celular para iluminar a boca do tanque, logo depois ocorre uma grande explosão. Não se sabe qual foi o verdadeiro motivo,  existe a possibilidade de que ao tirar o celular do bolso, criou-se uma energia eletrostática que pode ter provocado a combustão, pois o espaço entre o frentista e o teto era pequeno, formando uma nuvem de gases. O frentista morreu três dias após o acidente.

Confira o vídeo do acidente: https://www.youtube.com/watch?v=gwxLFauVnTU

Na dúvida, tenha atenção redobrada ao usar o celular em posto de gasolina na hora do abastecimento, tanto o cliente quanto o funcionário do estabelecimento, siga as recomendações de segurança quem podem prevenir futuros acidentes.

A INBEP possui treinamento da Norma Regulamentadora n°20, que trata justamente da segurança dos profissionais que tem contato diretamente ou indiretamente com combustíveis.

Gostou do post? Deixe seu comentário!

celular em posto

Compartilhe :facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail
  • Luiz Breim

    Amigo, eu tenho aqui video comprovando a ocorrência do inicio de incêndio e ate mesmo uma explosão pelo uso do celular. Não há dúvida nenhuma que foi pelo uso do celular.

    • Raffaella Bressi

      Olá Luiz, tudo bem? Na conclusão enfatizamos que a energia eletroestática é a fonte de ignição mais perigosa, por isso sim é possível que haja explosão por conta do celular. Confira também o vídeo que colocamos no post 🙂

  • Jose Carlos

    Trata-se de uma sandice monumental. Se uma faísca pudesse incendiar os
    gases em um posto, todos teríamos de entrar e sair do posto empurrando o
    veículo. A faísca produzida no veículo para a combustão da gasolina é
    muito mais poderosa que uma eventual faísca produzida pelo funcionamento
    do celular.
    No caso desse video, prestando-se atenção nota-se que o
    trabalhador, antes da explosão, afasta-se. Isso porque, evidentemente,
    recebeu descarga elétrica que estava acumulada no tanque, que é
    metálico. A mesma eletricidade estática que provocou o choque provocou o
    incêndio.

  • Jose Carlos

    Ficam duas perguntas:
    1 – Por que os fabricantes de celulares recomendam que não se use os aparelhos em postos?
    Resposta: porque dessa forma se previnem de usuários que acionariam a Justiça em busca de reparação por danos. Não seria possível provar que o celular não provocou a explosão, porque teria de ser provado que eles não podem causar a explosão. Como tantas pessoas se acostumaram a acreditar na possibilidade, mesmo o juiz do caso pode se convencer de que o celular foi o culpado.
    2 – Por que tanta gente argumenta que, na dúvida, é melhor não usar o celular no posto?
    Resposta: porque é a resposta padrão não-científica e irracional. Se alguém sofre de câncer e alguém lhe indicar chá de camomila, na dúvida, ela se entupirá de chá.

  • Amauri Colombo

    Acho que pode provocar sim, pelo mesmo motivo que somos orientados a não acender uma lampada quando sentimos cheiro de gás dentro de casa, todo tipo de lampada ou equipamento elétrico provoca uma faísca quando é acesa ou ligado, e isso pode com certeza criar uma explosão se o aparelho estiver em um meio explosivo, ou seja com uma concentração grande de gases em sua volta, como no vídeo citado no texto, o camarada coloca o celular dentro do tanque do caminhão(ambiente com certeza cheio de gases, ou alguém prova o contrario?), e ao acender a luz para verificar o nível de combustível no tanque causa uma explosão, que só não foi pior pelo fato do tanque conter bastante combustível. Então pessoal, quando forem utilizar seu celulares em qualquer posto de combustivel, certifique-se que nao haja ninguém no ambiente, se quiser morrer que morra sozinho.

  • Alexandre M. Crocci

    O celular escorregou da mão dele e “CAIU DENTRO DO TANQUE” ai meu fir…deu pt.

  • Herbert Lopes

    Brasília possui um clima bem seco em certas épocas do ano, e por conta da secura, é uma época em que o atrito de nossas solas com o chão gera bastante eletricidade estática. Levo choques o tempo todo e escuto o “plic” da centelha no momento que ela é gerada… isso sim, pode causar explosões se houver gases inflamáveis em redor.
    Celular ? Duvido muito… digo, o celular em si. Além de não haver uma só pesquisa séria que houvesse comprovado a periculosidade dos celulares, a eletricidade e centelhas estáticas são algo real, observável e presente.